quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

A força escondida

A Laurinda partilhou e eu assino por baixo. É incrível a força humana que podemos ter dentro de nós, e que por muitos motivos está escondida. É acreditar.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

A Lua

- Olha Mafalda, hoje não há lua no céu :(
- Amanhã a mamã "compa"

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

First day at NYC

Acordar cedo por causa do fuso horário... Tomar o pequeno almoço no The Cafe Grind (477, 10th Av) e caminhar pela rua abaixo até encontrar The High Line - uma antiga linha de metro, transformada em local obrigatório de passeio :) Percorrer os quilómetros a pé, conversar, parar, tirar muitas fotos, parar de novo, sentar no chão, deitar num banco, tirar os sapatos, beber uma espécie de granizado de limão.. Conversar mais.... Interagir com a cidade. Muito bom. No fim da linha continuar a andar e só parar em West Village por favor!
Almoço muito agradável no Cafe Cluny (284 West 12th Street) - saladas, hamburgers, sumos de laranja, omeletes, muito bom mesmo! Thanks Joanna!
E para sobremesa, já que estávamos na zona, o verdadeiro cupcake na Magnolia Bakery (401 Bleecker Street) - esqueçam todas as imitações que já viram em Portugal e pelo mundo fora! E estes reconhecem-se de longe, porque é tudo feito à mão, inclusivamente o topo, o segredo está no topo - fiquem do lado de fora a ver as empregadas a fazerem e depressa percebem a diferença!
E andar... e andar... e descobrir todas as ruas e subir pela 5th Av! Até doer os pés, muito :)
Fim de dia na Coreia, na companhia do João e da Diana, um casal de portugueses a viver cá há quase 10 anos, partilhar conversas, descobrir pontos em comum, experiências de vida e a comida coreana que desconhecíamos. Cidade multi cultural esta.

terça-feira, 13 de setembro de 2011

A propósito de voltar onde já fomos felizes

12h - Lx - voo 103 da TAP com destino a NYC atrasado... Partida as 13h30. perdoamos o atraso apenas por causa do voo magnífico que nos proporcionaram.
Chegada a Nova Iorque às 16h30 debaixo de um sol magnífico e 25 graus de temperatura, com a sensação que são 35.
É muito bom voltar onde já fomos felizes.
É no edifício The Atelier, do famoso arquitecto Kondylis, número 635 da 42 com a 11, no quarto andar, que vamos morar os quatro, nos próximos seis dias. Sempre à procura da cidade alternativa.
Um apartamento minúsculo com dois quartos, a nossa medida. E um terraço no topo do edifício que suspende a respiração, que nos faz sentir donos do mundo. Indescritível.
Queríamos jantar algo muito typical! Apetecia-nos um bom hamburguer! Descobrimos o restaurante Five Napkin Burguer muito perto de casa e comemos os Originais.
Percebemos que estamos a 10 minutos a pé de Times Square e que da nossa cama vimos o Empire State. Há coisas que não têm explicação. Só se sentem. Assim é NY.

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

quarta-feira, 25 de maio de 2011

a cantar

Agora quando te deito para dormires dizes "pé, pé" e levantas a perna - queres que te coce os pés para adormeceres. Não te condeno. Eu adoro que me mexam no cabelo para adormecer; o teu pai adora que lhe cocem os pés.
No meio desta tarefa, para a coisa não ser assim muito aborrecida, às vezes canto-te baixinho. Umas vezes "O balão do João", outras "A saia da Carolina", e outras que me vou lembrando... ontem ao pedido do "pé" acrescentaste "saia". Não satisfeita a meio dizes "balão". E vais alternando...